Pensamento Vadio

Junho 03 2008

Este é um daqueles textos que fala de tudo e não fala de ninguém! Fala de mim e fala de nós todos. Fala de tudo e não fala de nada. È um texto sem sentido, é um texto à procura do Norte.

Gosto de ver esse teu brilhozinho nos olhos logo pela manha, embora também goste simplesmente dos teus olhos. Gosto de receber essa tua palavra amiga, quando mais preciso de ouvir algo. Gosto que saibas o que penso, e gosto de saber aquilo que pensas. Gosto quando os nossos pensamentos confluem no mesmo sentido.

Aquele inocente maneira com que eu pensava em ti, com que eu te via acho que se está a desvanecer. Aquilo amor quase platónico que senti por ti já foi. Foi também o tempo em que tudo era claro, o que era teu era teu e o que era meu era meu, agora tudo se confunde e sinto que estou a invadir o teu espaço, que estou a bloquear o teu ataque.

Se aquilo que estou a pensar neste momento seria certamente um jogo de futebol, poderia mesmo ser a nossa selecção… temos um ataque tímido e pouco persistente, temos uma defesa bem estruturada mas pronta a ceder perante as pressões…e Scolari…bem poderia ser eu, estou no banco aos berros com todos e ninguém me ouve.

Confesso que gosto da maneira como olhas para mim…mas não é só para mim.

Gosto de quando falamos de tudo…mas agora já não é assim.

 

Gosto que a anamaria me tenha descoberto e tenha gostado deste espaço.

Gosto da concordância e sempre marcante presença da Lipa.

Gosto da presença de Alguém.

Gosto dos textos algo enigmáticos de D.P.

Gosto daqueles que visitam mas não comentam (gostava mais que comentassem).

“Acho que um dia a nossa sintonia vai se tornar sinfonia” dizem os classificados e eu mesmo metendo a colher onde não me chamaram também acho.

 

Fica prometido um texto melhor, com mais conteúdo!

 

publicado por pensamentovadio às 11:59
Tags:

Em primeiro lugar, muitíssimo obrigada pla honra! :)
Fico radiante!

Em segundo lugar, eu não vi nenhum texto sem conteudo! Adorei o texto, mais uma vez! Está muitíssimo bem escrito e é lindo! Queria comentar mais, muito mais, mas o texto tá tão genial e completo que nem sem mais o que dizer... Pra não estragar nada, vou-me "calar" ;p

Beijo enooorme!
Lipa* a 3 de Junho de 2008 às 20:46

E dps kem escreve textos enigmáticos sou eu?! O enigmático sou eu?! lol

Deste texto retiro duas coisas: "tudo" e "nada"!
Ñ sei se o texto fala mesmo de "tudo" e de "nada", mas sei k fala de muito!! De quê?! É mais dificil de responder... mas isso, desengana-te, ñ faz deste teu texto um mau texto ou sem conteúdo. O "nada" nunca é simplesmente "nada"... muitas vezes ele é o "tudo" e o "tudo" o "nada"!!!
Um "nada" pode pertencer a um "tudo" e um "tudo" pode fazer parte do "nada"!! O pouco k se diga pode ser "tudo" e o muito k se possa dizer pode ser "nada"!

P.S.: esforcei-me p fazer um coment de maneira a afastar esse rótulo enigmático k m colas, mas axo k inda ñ é desta k m livro da fama ;)
D.P a 4 de Junho de 2008 às 00:47

Tás um pouco confuso!!! eu nunca disse que tu eras enigmático...Tu é que disses-te uma vez, à muiti muito tempo atrás que eu tinha uma escrita enigmática.
Discordo de ti, para mim seja em que sentido for tudo é tudo e nada é nada, nunca o nada pode ser tudo.Porque o nada é vazio, o nada é só o nada, é como um caixa vazia. enquanto que o tudo, apesar de ser tudo nunca pode ter o nada porque senão não é tudo. O tudo, é o sol que nasce todas as manhãs e que nos faz acordar a sorrir.
bem se enigmático quer dizer que não percebes-te o texto, não faz mal, já te tinha dito a ti e digo agora em público que gosto que não percebam o que escrevo... eu sou uma pessoa esquisita!

saudações vadias :)


Só falei em enigmas, pk no teu "post" fazes referência aos meus textos enigmáticos!! E sim, disse e volto a dizer k tens uma escrita enigmática: dizes tudo sem dizer nada!
Ñ se trata de perceber ou ñ perceber o texto... o k eu disse foi k era dificl responder sobre do k falas nele... ñ k o ñ percebi! No fundo, apesar de gostares k os outros ñ percebam o k escreves, axo k kem o lê percebe o k keres dizer com ele! No fundo, (e isto sou eu a divagar) este teu texto espelha a necessidade de "dizeres sem dizer" o k te vai na alma... a necessidade de mostrares o teu desagrado por algo/algém...por coisas k aconteciam mas k já ñ acontecem!!
Comparas-te o teu texto à selecção, mas eu comparo-o a um labirinto: a tua escrita anda às voltas à procura de uma saída, mas ñ a consegues encontrar! O k fazer p saires desse labirinto?! Procurar uma outra saída!

Fica registado o reparo:)
D.P a 4 de Junho de 2008 às 14:55

Divagando digo que se o labirinto é meu eu crio as minhas próprias saídas, e fecho também algumas entradas. mas quando entro num labirinto que não é meu apenas posso tentar encontrar as saidas...
se a mh escrita anda as voltas e deve encontrar uma saída, será ela deixar de escrever por exemplo?

Ñ sei de kem é o labirinto, mas ñ é deixando de escrever k encontras a saída!

P.S.: Estes coment's começam a exagerar no uso de metáforas... mas é o k dá falar de "tudo e de nada" lol
D.P a 5 de Junho de 2008 às 00:08

Olá amigo!
olha eu não sei quem descobriu quem, mas descobri agora a ultima parte do teu texto e fiquei muito feliz...tinha lido e não reparei que me mencionavas...(despistada).
Como boas-vindas e porque já me conquistas-te tens um miminho no meu blog.
Beijito.
anamariacharrua a 4 de Junho de 2008 às 10:37

Bem..."Gosto de ver esse teu brilhozinho nos olhos logo pela manha" onde é que vês esse tal brilhozinho?! loool este texto fala de... humm... Não sei lá muito bem... talvez saiba.. talvez não... Talvez desconfie... Talvez não desconfie... Talvez sim... talvez não... Talvez diga alguma coisa de jeito... Talvez não...
Alguém a 4 de Junho de 2008 às 21:31

Tinha que vir "Alguém" dar uma de cusca casamenteira! looool

Também me intrigou a expressão "Gosto de ver esse teu brilhozinho nos olhos logo pela manha". Não tem necessariamente de ser uma pessoa do sexo masculino e mesmo que seja, é "apenas" uma pessoa especial. Até posso ser eu (embora so possa ter acontecido uma vez, mas pode ter sido muito muito marcante - eu tenho este efeito nas pessoas e nem sempre é bom :D)

Nao quero saber se falas de tudo ou de nada, eu gosto que escrevas da maneira que escreves. E tanto melhor se é de tudo e de nada porque depois faz-nos pensar o que é o tudo, o que é o nada, se o nada não é tudo e se faz sentido!

Eu gosto!
Lipa* a 5 de Junho de 2008 às 09:17

(Ok, tou a ficar lixada... é a 3ª vez que escrevo este comentario porque da sempre erro a publicar, por isso é provavel que seja "amarga" desta vez)

"Alguém" tinha que vir aqui dar uma de cusca casamenteira! looooool!!!!

Também eu fiquei intrigada com a expressão "Gosto de ver esse teu brilhozinho nos olhos logo pela manha". Mas não tem necessariamente de ser o brilho nos olhos de alguém (este alguém mesmo alguém e não a nossa "Alguém") especificamente do sexo masculino! Pode muito bem ser uma pessoa querida e especial para a autora!!! Alias, até posso ser eu (sim, embora estejam a torcer o nariz e a descartar logo a hipótese, há uma (ok, é só uma mas conta na mesma) hipótese de ser eu e não é assim tão descabido)...

Quanto ao texto no geral tenho algo a dizer que não é novo: eu ADORO a tua escrita. Precisamente porque tanto é sobre algo em específico como é sobre um "tudo" ou um "nada", porque nos faz pensar o que é o tudo, o que é o nada, quando é que o nada se torna tudo e quando o tudo até não era nada! Não aco que não se perceba o que escreves, mas também, qualquer coisa e é so enviar um comentário com um envergonhado "nao percebi" e tu explicas (se te conseguires perceber a ti propria ;p). Eu gosto imenso dos teus textos.
Lipa* a 5 de Junho de 2008 às 09:24

Cara Lipa..descansa quando falo no brilho dos olhos não estava a pensar em ti. Tava a pensar e verdade no maior cliché que pode haver que era nos olhos de alguém que gosto, e bem sosseguem os mais aflitos é do sexo masculino! e pronto já xega de explicações :)
Eu percebo-me muito bem por isso podes (podem) a vontade dizer não percebi, é escusada a vergonha...

Pensamentovadio: devo confessar que já tenho saudades de ler algo de novoneste prezado cantinho vadio que eu tanto prezo :)
Lipa a 8 de Junho de 2008 às 11:32

"O misterio não é um muro onde a inteligência esbarra, mas um oceano onde ela mergulha". Mas o pensamento não esbarra esse derruba e segue em frente!
mais sobre mim
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

15
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


pesquisar
 
Recepção de pensamentos
pensamentovadio@gmail.com
Contador (13.11.08)
Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
blogs SAPO