Pensamento Vadio

Junho 23 2008

Odeio-te. Odeio-te com todas as forças que tenho neste momento. Odeio-te por tudo aquilo que fizeste, por tudo aquilo que disseste. Por tudo aquilo que passamos, por tudo aquilo que suportamos, por tudo aquilo que vencemos, por todos aqueles que deixamos para trás, por todos aqueles que nos ultrapassaram, odeio-te.

Odeio-te. Odeio todos os momentos que passamos, todas as palavras que dissemos, todas as palavras que sabíamos que não eram precisas ser ditas. Todos os planos que fizemos, toda a força que trocarmos, todo o apoio que à nossa maneira trocamos, todos os segredos que partilhamos, todas as mentiras que suportamos.

Odeio-te. Odeio-te pelo que não foste capaz de me dizer, por aquilo que nunca conseguiste ser, por tudo aquilo que és, por tudo aquilo que nunca serás. Odeio-te pelo teu jeito de ser, pela tua forma de estar, por não conseguires ser aquilo que eu queria. Mas odeio-te ainda mais por teres acordado o urso que hibernava, por teres acordado mas não saberes o que fazer com isso, por teres acordado e teres fugido, por não seres capaz de enfrentar um desafio. Odeio-te.

Odeio-te porque me enganaste, odeio-te porque me iludis-te, odeio-te porque não sabes quando preciso do teu apoio, odeio-te porque não me conheces, odeio-te porque não me vês, odeio-te porque não sabes ver quando preciso de ti, odeio-te porque não sabes quando preciso das tuas palavras, odeio-te porque não consigo ser eu sem te ter comigo. Odeio-te porque me fazes odiar…

 

 

publicado por pensamentovadio às 21:11

Mas que texto tão sentido! :) Gostei muito!
Deita esse ódio cá pra fora!!!
Salto-Alto a 24 de Junho de 2008 às 03:24

Lembrem-se que isto é só um texto!

Concordo com a lipa !!! Liberta-te rapariga!!!
Estava a ler o texto e a pensar que de certeza que toda a gente passa por isso mas que só o vi expresso uma vez: agora! fazes muito bem! beijinhos
Anónimo a 24 de Junho de 2008 às 11:32

E és fina... Quem assinou foi a Salto-Alto...
Salto-Alto a 27 de Junho de 2008 às 20:31

o anónimo era eu!!! lol
Alguém a 24 de Junho de 2008 às 11:33

percebi que não era o anonim? porque ele nunca diria tais palavras!

O autor Hermann Hesse comentaria este teu texto numa frase:

"Se você odeia alguém, é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba!"

As palavras de Hesse ajustam-se ao ódio k aí vive!!
D.P a 26 de Junho de 2008 às 01:21

Tinha pensado apenas responder aos comentarios quando publica-se outro texto porque mais ninguém veria este. mas uma vez que Hermann Hesse também já comenta o meu blog vou responder-lhe.
Ele tem toda a razão, porque quando escrevi o texto pensei em pessoas que amo, pessoas que são minhas amigas, que foram e pessoas que amo. Claro que as pessoas por quem se tem sentimentos tão fortes como o amor e amizade por muito que não se queira farão sempre parte de nós, por mais que nos afastemos das pessoas porque não é a presença fisica que faz um sentimento.
se reparares eu no texto não disse que odiava ninguém mas sim o que as pessoas em que eu estava a pensar me fazem ser e sentir. E não as pessoas.

P.S: como agora nunca falamos sem ser por blogs (o que não é falar) queria desejar-te boa sorte e se daki a 15 dias não te poder xmar D(r.)P, vais levar!!:)

Agora compreendo o que disseste! quando li os "odeio-te" não percebi imediatamente que estavas a odiar não a pessoa mas as atitudes ou reacções. Posso gostar do texto na mesma? ;p
Salto-Alto a 26 de Junho de 2008 às 11:00

Deixa-me dizer, desta vez com Vergilio Ferreira, que:

"O amor afirma, o ódio nega. Mas por cada afirmação há milhentas de negação. Assim o amor é pequeno em face do que se odeia.
O amor acrescenta-nos com o que amarmos. O ódio diminui-nos. Se amares o universo, serás do tamanho dele. Mas quanto mais odiares, mais ficas apenas do teu".


Por isso, se diz k o amor e o ódio são irmãos...mas o ódio é um irmão bastardo. Odeia, mas ñ vivas no ódio para sempre, pk knd o nosso ódio é demasiado vivo, colocamo-nos abaixo daqueles que odiamos ou dakilo k eles fazem!


P.S.: Dps dessa "ameaça" ñ m resta sñ fazer tudo para k me possas assim chamar! Boa sorte p ti também... e serás Drª primeiro k eu ;)
Ainda não D(r.)P a 26 de Junho de 2008 às 12:11

Que texto bonito e cheio de amor, alegria e paixão... A sério! Fiquei sem palavras e por isso odeio-te!!! Ok! Não fiquei sem palavras - era só uma desculpa para a frase anterior... mas se tivesse ficado odiava-te, o que é, portanto, impossível! Tens de ver o lado bom da vida, o copo meio cheio. É que onde há tanto ódio há salvação, pior seria se houvesse indiferença. (Que comentário espectacular!!!
Nota: O ódio não mata, a indiferença mata! Pena é quando a indiferença leva ao ódio)...
Anónimo a 26 de Junho de 2008 às 19:08

Anonim?, s es tu tens k assinar assim pk anónimos há muitos. mas calculo que sejas tu. mTu querias era uma desculpa pa dizeres que me odiavas confessa!lol bem a tua sorte e k ninguém sabe quem és se não a parte do é impossivel odiar-m arruinava-te a reputação!lol

O que era impossível não era odiar-te mas eu ficar sem palavras... aliás, odiar-te até é capaz de ser fácil. É bom notar que a espectacularidade do comentário não foi posta em causa.
Anonim? a 27 de Junho de 2008 às 17:13

Anonim? tu bem kerias odiar-me, bem tentas mas não consegues... sabes é a vida!!!lol lol

Não devemos carregar ódios no coração.

Nem culparmos os outros de coisas que só vimos tarde demais.

Se o texto não for fictício nem a dor... Força.

Beijo doce
nOgS a 27 de Junho de 2008 às 16:01

Cara Nogs, seja benvinda ao meu blog. Gosto sempre de conhecer os meus visitantes! O texto não é no seu todo ficção, algumas partes já são passado, outras presentes mas outras inventei um poukinho, infelizmente não muito. Agradeço a força!
Volta mais vezes!
Saudações vadias :)

Olá de novo...bolas estavas mesmo irritada...
De qualquer forma, suponho que é preciso um escape...e o blog é mais um...de qualquer forma queria dizer que depois do ódio todo vem a tranquilidade e certeza que as coisas vão melhorar!!!

Beijinhos
Imike a 3 de Julho de 2008 às 14:05

"O misterio não é um muro onde a inteligência esbarra, mas um oceano onde ela mergulha". Mas o pensamento não esbarra esse derruba e segue em frente!
mais sobre mim
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

15
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


pesquisar
 
Recepção de pensamentos
pensamentovadio@gmail.com
Contador (13.11.08)
Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
blogs SAPO