Pensamento Vadio

Outubro 31 2008

 

 

Dia das bruxas será só hoje? Tenho para mim que não! Porque é que não há um dia dos anjos ou coisa parecida?! É que se a ideia é assustar temo que os portugueses já tenham medo suficiente e não seja preciso uma noite para festejar o seu medo. Mas lá está o que o pessoal gosta é de festa e se meter bruxas azar, o que interessa é a festa!

 

Se alguma bruxa usar as novas tecnologias e passar por aqui pode deixar doces, eu também deixei esta imagem fofinha! ;)

publicado por pensamentovadio às 14:37

Outubro 27 2008

Percorremos a mesma avenida, subimos e descemos aquela avenida em busca um do outro até à exaustão. Dobramos as mesmas esquinas sem nunca nos esbarrarmos, paramos no nosso sítio na esperança que o outro chega-se. Repetimos esta busca desesperada, dias após dias, sem nunca sentirmos a presença um do outro, sempre sós em busca daquilo que nos faz sentir felizes, que nos faz sorrir.

Até que um dia paramos. Não mais íamos passar os dias a percorrer aquela avenida à espera que surgíssemos na esquina como que por magia. Acabou-se. Exaustos da última caminhada, com o sentimento que seria a última e que mais uma vez não nos descobrimos, sentamo-nos em frente ao mar conformados com a sua imensidão e dizemos: "não acredito que desisti..."

Ao ouvir isto, olhamos um para o outro e finalmente soubemos que nos tínhamos encontrado. Ali, frente a frente, os nossos olhares colaram-se, sabiam que tinham encontrado aquilo por que tanto tinham procurado!

 

 

imagem retirada da net

publicado por pensamentovadio às 20:19

Outubro 26 2008

Desde à muito tempo que vários têm sido os sinais de alerta da chegada da crise. Ele eram sinais de trânsito, sinais luminosos, sinais do além, sinais apenas cognoscíveis por um sexto sentido apurado, mas eram sinais!! Mas se se somar a estes sinais alguns acontecimentos é chegado o momento de eu dizer:

 

                                 Agora sim acredito que chegou a crise!

 

 

 

 

publicado por pensamentovadio às 11:52
Tags: ,

Outubro 24 2008

Hoje li uma coisa já esperada mas, que mesmo assim, não deixa de me repugnar profundamente. No passado Domingo, no programa dos Gato Fedorento podemos ver uma sátira ao Magalhães! Vai daí caiem os  (alguns) católicos em cima dos humoristas com queixas na Autoridade Reguladora para a Comunicação Social. E, perante isto, eu digo: ao que isto chegou! Estamos mesmo a bater no fundo...já nem a eleição do Obama nos ajuda, nem o Sócrates nos salva! A partir do momento em que se der crédito a pessoas que se sentiram ofendidas por um  sketche humorístico é sinal que as coisas estão mal ou que as suas crenças e valores que tão nobremente vêm exaltar são muito, mas mesmo muito fracos!

Eu vi, adorei o sketche e mais, achei que foi dos melhores desde que iniciaram o programa. Áqueles que se sentiram ofendidos, caso algum dos meus leitores faça parte do grupo, apenas digo para porem os olhos no Vaticano e depois olharem para o interior das igrejas mais próximas. Pensem no que vêm e a quantas pessoas poderiam esses luxos matar a fome em África, em Portugal e no resto do mundo.

Por outro lado deixo aqui uma citação do Bispo das Forças Armadas que muito me surpreendeu por vir de um sacerdote:  "Tenho de dizer que o vi . Habitualmente entro em colisão com determinadas formas de pensar, mas esse em nada me feriu. Quem não tiver humor que não veja". Sr. Bispo tem de pregar mais alto que as suas ovelhas não conseguem ouvir, o que é uma pena.

publicado por pensamentovadio às 17:27

Outubro 13 2008

Bem que eu tenho gostos esquisitos, opiniões pouco vulgares e uns gostos pouco ortodoxos quase ninguém tem duvidas. Pois bem ainda não publiquei nada aqui sobre um dos meus animais preferidos, o elefante. E, certamente, não o faria enquanto não tivesse motivo para tal.

Pois bem 13 de Outubro, às 20:45 li, vi finalmente a frase que poderia ser a explicação de muitas das minhas dúvidas e também aquela que poderia confirmar o meu estado de loucura extrema : "Elefante envia SMS e diz que está perto". No meu cérebro fez-se luz, tocaram sininhos pois cá estava a razão de o meu telemóvel receber umas mensagens esquisitas e também de não receber outras (tadinhos os elefantes não sabem escrever!) mas esta frase deitou todas as minhas expectativas por terra, os elefantes escrevem mesmo. Eu sabia que aquele animal para eu gostar tinha de ter um segredo muito bem escondido, mas o melhor de tudo é que tem e sabe usar o telemóvel!

 imagem retirada da internet

 

 

Agora a sério, leiam esta notícia publicada no site do Jornal de noticias e vejam o quão sofisticada está a ficar a selva! ( http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1026484">http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1026484 )

Mensagem de Pensamento vadio para Kimani: " Gosto muito de você elefantezinho"! :)

 

 

CORREÇÂO: O link da noticia é: http://jn.sapo.pt/paginainicial/Sociedade/interior.aspx?content_id=1026484

 

publicado por pensamentovadio às 20:46

Outubro 08 2008

Já pensaram que ouvimos a expressão “volto já” várias vezes por dia sem nunca pensarmos no que realmente ela pode significar? Geralmente ouvimos um “até já” vindo de alguém que passados uns minutos volta, que apenas se ausenta por um diminuto período de tempo. Mas o que aconteceria se algumas das pessoas que nos dizem até já o dissessem pela última vez, de uma forma definitiva? Não sei como alguns de nós conseguiríamos controlar as emoções, fazer frente à dificuldade que na maioria das vezes se esconde por detrás de um simples “até já”. Mas, por outro lado, um “ate já” deixa a porta aberta para um regresso que nunca irá acontecer ou que poderá nunca vir a acontecer.

O “até já” é utilizado como forma de muitos cobardes fugirem de uma despedida, de darem conhecimento da sua ausência permanente, claro está que não me refiro a situações do género “Vou tomar café. Ate já”, situação normal no dia a dia. Mas e se essa mesma situação se tornar definitiva, sair para tomar café e nunca mais vermos a pessoa que disse “até já”? O que fazer com tudo o que queríamos dizer, queríamos viver ou que queríamos partilhar? Nada. Não há nada a fazer porque essa pessoa simplesmente se foi embora, foi-se embora e nem sequer teve coragem de dizer que ia embora, não foi capaz de falar sobre si.

Mas o até já pode não ser a fuga física mas a pessoa pode se ir embora e continuar fisicamente ali mesmo ao nosso lado. A pessoa pode simplesmente deixar de existir. E deixa de existir a pessoa que conhecemos e gostamos para ocupar o seu lugar o mesmo corpo com um existir totalmente diferente que nos intriga mas não nos desperta qualquer sentimento, é-nos indiferente.

Na minha opinião se se quer, porque nunca se tem, de ser cobarde que se seja de uma forma que não prolongue o sofrimento de quem fica, que não deixe a pessoa que fica na corda bamba. Na vida ou se é ou não se é. Não deve existir ou ser mais ou menos e por isso se é para ser cobarde que se deixe logo o seu local vago, ou seja, não diga “até já” e sim um “adeus”.

 

Eu, porque volto mesmo, porque não abandono o Pensamento Vadio digo, até já!

 

publicado por pensamentovadio às 20:55

Outubro 01 2008

Bem hoje, tal como em outros talvez, é o dia em que é dia de tudo e mais alguma coisa. Começando por politiquices hoje foi dia de greve, ou segundo Carvalho da Silva dia de várias manifestações. Pois bem meus caros leitores, em dia de greve/manifestações (é ao gosto de cada um) o Pensamento Vadio não dá folga a ninguém e, por isso mesmo cá está este post!

Depois há que salientar 2 pontos que nada têm aparentemente em comum, hoje é dia mundial da Música e dia nacional da àgua! Aparentemente nada associa estes dois dias, a não ser talvez ouvir uma bela música à beira mar... (bela conjugação não?!).

Mas eu consigo associar estes 2 dias de outra forma ora leiam: as grandes comemorações dão-se inicio logo de véspera que é para a festa render bem, ora tendo em conta esta pratica festivaleira o FCP que gosta de defender os costumes portugueses vai a Inglaterra meter agua à grande e à inglesa e como se isso ainda não bastasse levou um baile de valsa inglesa para nunca mais deixar de dançar, que é como quem diz, para nunca mais repetir! E isto tudo tinha um propósito, não foi porque eles foram melhores não, desenganem-se foi tudo para dar inicio às festividades em honra do dia da agua, cá em terras lusas e saudar o mundo, via Sport TV, mostrando como ser um bom aluno em valsa inglesa!

 

 

 

publicado por pensamentovadio às 20:19

"O misterio não é um muro onde a inteligência esbarra, mas um oceano onde ela mergulha". Mas o pensamento não esbarra esse derruba e segue em frente!
mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

28
29
30


pesquisar
 
Recepção de pensamentos
pensamentovadio@gmail.com
Contador (13.11.08)
Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
subscrever feeds
blogs SAPO