Pensamento Vadio

Dezembro 29 2008

Este é o último texto de 2008 por isso tem que ser um texto em grande. E, vai sê-lo desde logo por causa do tema e depois porque com um tema destes tenho muito mas mesmo muito que escrever. Quero também de certa forma despedir-me de 2008 em grande, fazendo aqui no Pensamento Vadio uma retrospectiva do que foi 2008.

Para esta última vadiagem escolhi um tema que adoro, que me inspira em muitos textos e me dá muito gozo escrever. Pois bem, este texto é sobre amizade. Claro está que a amizade, podem pensar, pode ser uma coisa muito abstracta para quem aqui vem e não me conhece, mas esqueçam porque este é um texto bastante intimista.

Para mim, em pé de igualdade com o amor, e muitas vezes até acima do amor, está a amizade. Não podemos pensar em viver sem amigos, eles são muitas vezes a única alegria que temos. Num dia em que tudo corre mal por vezes basta uma mensagem, um gesto simples para que a nuvem cinzenta que carregamos se torne mais suportável. Nas dificuldades eles também ajudam e se for preciso empurrar uma parede que sabemos que é impossível de se mexer, eles para que não fiquemos tristes são capazes de empurrar connosco. Mas também, muito importantes são os conselhos que eles nos dão, sempre úteis apesar de muitas vezes nem sequer prestarmos muita atenção porque somos demasiado teimosos ou orgulhosos para lhes dar ouvidos.

Pois como disse Will Rogers "Mesmo estando na estrada certa, você será atropelado se ficar apenas sentado nela.", e é este papel de impedir que sejamos atropelados que os amigos desempenham na perfeição. O amigo não quer que andes apenas no melhor sentido, quer que andes no sentido certo e que progridas dia-a-dia.

Eu como não podia deixar de ser num texto sobre a amizade e tenho de falar dos meus amigos. Costumo dizer que tenho poucos mas que os poucos que tenho valem muito. Tenho um amigo que simplesmente adoro há 16 anos e somos inseparáveis e cúmplices como quando brincávamos no intervalo da escola. Tenho outros amigos que por estarem num período intermédio entre o 1º amigo e os últimos englobo aqui na categoria de que são aqueles que como é de esperar numa amizade têm sempre a mão estendida para me amparar e uma palavra amiga para me sossegare que apesar dos anos passarem de a vida mudar e mudar e mudar estamos sempre ligados pelo pensamento e pela amizade que nos une e que se fortalece apesar da distância.

Tenho por último, mas não em último lugar, porque não existe um ranking entre os meus amigos, existe sim afinidades mais fortes com uns do que com outros o bando. O bando foi-se construindo nos últimos 4 anos e já tem muitas histórias para contar, muitas peripécias e também coisas más. Mas as boas são muito mais importantes. E a este bando vou fazer uma referência maior porque são bloguistas como eu, porque lêem este blog e porque são aqueles com quem eu divido as minhas olheiras, as minhas pancas, o meu mau- humor, as minhas gargalhadas, enfim os meus dias.

Queen Buterfly- a ti que me acompanhas-te em momentos tão complicados, a quem confidenciei segredos, a quem como ninguém sabes ler os meus pensamentos, Obrigada por todos estes anos de paciência comigo.

Salto – tu tens sido nos últimos meses uma grande amiga, aquela que resmunga tanto como eu, que entende porque resmunga e que confia em mim. Que toma decisões importantes mesmo que sejam de aceitação difícil e que me ampara algumas quedas. Obrigada por tudo o que tens feito.

El carinho: por afinidade acabas também por me conhecer, considero-te também um amigo e a ti um Obrigada por me deixares roubar o tempo de alguém tão próximo de ti.

Ninja – nem sei que te diga, porque apesar de amigos há pouco tempo gosto da tua frontalidade. E, claro, tenho imenso gosto em ter um amigo como tu.

Super Poderosa- és uma amiga quase que oculta, isto é, tu tás sempre lá mesmo que eu não te veja. Obrigada pela tua amizade.

El lentinho: és o meu companheiro de refeições, és aquele do filtro, és tu e isso é o suficiente para eu gostar de ti.

Kal – é pah tu és absurdamente irritante, mas como eu também o sou damo-nos bem, entendemo-nos e isso é que interessa. És também um recente amigo que prezo muito.

Bloguótico- as tuas piadas, a tua falta de senso dá para rir mesmo nos dias em que não apetece nada rir. Continuo a gostar mais do teu lado mais calado mas esta tua faceta de palhaço é uma animação.

A todos o meu obrigada pela vossa amizade.

O meu conceito de amizade é muito restrito mas acho que esta frase consegue mostrar o que penso, “Não preciso de amigos que mudem quando eu mudo e concordem quando eu concordo. A minha sombra faz isso muito melhor”, e é por vocês não serem a minha sombra mas o meu porto de abrigo, a consciência que eu às vezes não tenho ,que gosto tanto de vocês!

 

Um Óptimo 2009, e o meu desejo para todos aqueles que lêem o meu blog é que tenham amigos, não muitos mas sim verdadeiros ! Com amigos a vida é mais fácil, a crise é mais branda e o sol é mais radiante!

Have  happy New Year    imagem retirada da net

publicado por pensamentovadio às 21:13
Tags:

Agosto 22 2008

Porque dizem que é feio...

 

Porque eu não tolero...

 

Porque demonstra falta de caracter...

 

Porque é uma falta de respeito...

 

Porque todos vão dizer que  nunca mentem ou que também detestam...

 

Porque eu não me importo de ter um post sem coments, desde que verdadeiro...

 

E porque eu quero, hoje o Pensamento Vadio concorda com Jean Cocteau:

 

"Uma garrafa de vinho meio vazia também está meio cheia, mas uma meia mentira não será nunca uma meia verdade. "
( Jean Cocteau )
 
imagem retirada da net

 

publicado por pensamentovadio às 18:30

Junho 10 2008

As minhas mãos estão a tremer só de pensar na possibilidade de ter poder tocar. O meu corpo sente uma espécie de calafrios só de pensar que te vou encontrar. A minha cabeça não para, pensa em mil e uma coisa ao mesmo tempo, tudo porque sei que te vou ver. Mas que sentimento é este que tanto me empurra até ti, como quando estou perto de ti me faz querer fugir, fugir para o sitio mais longe que o meu coração aguentar. E o problema é esse o meu coração não aguenta esta separação forçada, esta separação a que tu me obrigas. É estar presa dentro de mim, é querer agir e ter medo e ao mesmo tempo ser audaz o suficiente para parar a olhar os teus olhos e pensar: ai se tu soubesses… E bem se soubesses não farias nada e não o farias porque não somos as 2 estrelas que se te de encontrar, somos apenas 2 cometas que se cruzam nas suas rotas. Mas tu abusas-te quebras-te a rota estipulada e tocas-te ao de leve…

Ao pensar que podemos todos ter uma estrela guardada para cada noite de luar, lembro-me deste momento de balanço que atravesso e recordo alguns amigos com um sorriso de felicidade porque são estes casos que me fazem acreditar que onde e quando menos esperamos existe alguém que nos vai estender a mão e não mais vamos querer largar-nos, alguém vai sorrir e vou retribuir com o mesmo significado.

Ao meu lado vi nascer, florescer e ganhar raízes um amor para a vida, ou pelo menos enquanto durar…; vi fortalecer anos e anos de cumplicidade, paixão e amor que são para toda a vida. Apesar do tempo, conseguem manter aquele olhar apaixonado que um adolescente tem..; conheci também o exemplo de que muitas vezes a amizade é o mais sólido de todos os alicerces de uma relação.

O amor esta fechado dentro de uma rotunda, e todos acessos tem em comum que passam pela amizade embora nem todos consigam chegar à rotunda!

Há quem diga que amor há só um, bem talvez tenha algum fundo de verdade mas e para quem não aproveitou a oportunidade acabou? Bem não me parece uma solução justa até porque se soubéssemos não a deixaríamos passar!!

 

(texto foleirinho...mas o cansaço também não perdoa!!)

 

publicado por pensamentovadio às 00:52

"O misterio não é um muro onde a inteligência esbarra, mas um oceano onde ela mergulha". Mas o pensamento não esbarra esse derruba e segue em frente!
mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar
 
Recepção de pensamentos
pensamentovadio@gmail.com
Contador (13.11.08)
Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
subscrever feeds
blogs SAPO