Pensamento Vadio

Junho 03 2008

Este é um daqueles textos que fala de tudo e não fala de ninguém! Fala de mim e fala de nós todos. Fala de tudo e não fala de nada. È um texto sem sentido, é um texto à procura do Norte.

Gosto de ver esse teu brilhozinho nos olhos logo pela manha, embora também goste simplesmente dos teus olhos. Gosto de receber essa tua palavra amiga, quando mais preciso de ouvir algo. Gosto que saibas o que penso, e gosto de saber aquilo que pensas. Gosto quando os nossos pensamentos confluem no mesmo sentido.

Aquele inocente maneira com que eu pensava em ti, com que eu te via acho que se está a desvanecer. Aquilo amor quase platónico que senti por ti já foi. Foi também o tempo em que tudo era claro, o que era teu era teu e o que era meu era meu, agora tudo se confunde e sinto que estou a invadir o teu espaço, que estou a bloquear o teu ataque.

Se aquilo que estou a pensar neste momento seria certamente um jogo de futebol, poderia mesmo ser a nossa selecção… temos um ataque tímido e pouco persistente, temos uma defesa bem estruturada mas pronta a ceder perante as pressões…e Scolari…bem poderia ser eu, estou no banco aos berros com todos e ninguém me ouve.

Confesso que gosto da maneira como olhas para mim…mas não é só para mim.

Gosto de quando falamos de tudo…mas agora já não é assim.

 

Gosto que a anamaria me tenha descoberto e tenha gostado deste espaço.

Gosto da concordância e sempre marcante presença da Lipa.

Gosto da presença de Alguém.

Gosto dos textos algo enigmáticos de D.P.

Gosto daqueles que visitam mas não comentam (gostava mais que comentassem).

“Acho que um dia a nossa sintonia vai se tornar sinfonia” dizem os classificados e eu mesmo metendo a colher onde não me chamaram também acho.

 

Fica prometido um texto melhor, com mais conteúdo!

 

publicado por pensamentovadio às 11:59
Tags:

Abril 11 2008

Gosto de ler

Gosto de esquecer

Gosto de estar

Gosto de me ausentar

Gosto que me lembrem

Gosto que me amem

Gosto que gostem de mim

Gosto de ser assim.

Gosto de rir

Não gosto de sorrir

Gosto de sinceridade

Gosto da minha idade

Gosto de alegria

Gosto que ele ria.

Gosto que me percebam

Não gosto que me entendam

Gosto que me conheçam

Não gosto que me digam o que fazer

Gosto que me saibam compreender

Gosto que tenham opinião

Gosto que digam não.

Gosto do mar

Não gosto do ar

Gosto de chorar

Não gosto que me vejam chorar.

Gosto de fazer as pessoas pensar

Não gosto de magoar

Não gosto que me magoem

Gosto de carinhos

Gosto de acarinhar

Gosto de passear

Gosto de deambular

Gosto de pensar

Gosto de sentir

Gosto de me exprimir

Não gosto de amar!

 

 

publicado por pensamentovadio às 11:27
Tags:

"O misterio não é um muro onde a inteligência esbarra, mas um oceano onde ela mergulha". Mas o pensamento não esbarra esse derruba e segue em frente!
mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Meia noite de luar!!

Gostar!

pesquisar
 
Recepção de pensamentos
pensamentovadio@gmail.com
Contador (13.11.08)
Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
subscrever feeds
blogs SAPO